Insira um título aqui

by @gofrias


Est-ce tu aimes le sexe?
smelf:

Beyoncé’s previous album covers in the style of her current album.

smelf:

Beyoncé’s previous album covers in the style of her current album.

(via thequeenbey)

elosilla:

♡ ♡ ♡ ♡ 

(via procrastino)

igorstepanov:

😍

igorstepanov:

😍

Jayoncé + Grammys

(Source: beyonceandjayz, via thequeenbey)

postcard-confessions:

"I’d like to blame it on the alcohol, but I knew exactly what I was doing."

Bom. Eu definitivamente tenho um problema bem sério com álcool. Quando passo do limite, perco o controle dos meus atos e não lembro de quase nada no dia seguinte. Quando eu bebo “o suficiente”, ok, eu consigo me divertir sem atrapalhar ninguém, mas o problema é que depois de beber o primeiro copo, não paro enquanto não acabar toda a garrafa. Parar de beber seria uma solução, mas as circunstâncias tornam isso totalmente inviável - as pessoas que eu ando, os lugares que eu frequento - meu estilo de vida é regado a cachaça. Eu sou viciado nos meus amigos, SEI que a gente consegue se divertir sem bebida, mas o lugar onde nós frequentamos é propício ao uso do álcool. Ano passado eu tive todo aquele problema com bebida, e por algumas semanas, eu tinha tentado mostrar que eu consigo ser forte; só que eu não consigo. Eu sou fraco, eu sou adicto. Poderia descrever a mim mesmo como uma bomba-relógio - problemas, fracassos, frustrações, estresse, mágoas, ressentimentos, responsabilidades - tudo se acumulando em cima de mim, na minha cabeça, e no final das contas eu acabo explodindo. Como desativar essa bomba-relógio? Como canalizar toda essa pressão pra fazer algo bom?

postcard-confessions:

"I’d like to blame it on the alcohol, but I knew exactly what I was doing."

Bom. Eu definitivamente tenho um problema bem sério com álcool. Quando passo do limite, perco o controle dos meus atos e não lembro de quase nada no dia seguinte. Quando eu bebo “o suficiente”, ok, eu consigo me divertir sem atrapalhar ninguém, mas o problema é que depois de beber o primeiro copo, não paro enquanto não acabar toda a garrafa. Parar de beber seria uma solução, mas as circunstâncias tornam isso totalmente inviável - as pessoas que eu ando, os lugares que eu frequento - meu estilo de vida é regado a cachaça. Eu sou viciado nos meus amigos, SEI que a gente consegue se divertir sem bebida, mas o lugar onde nós frequentamos é propício ao uso do álcool. Ano passado eu tive todo aquele problema com bebida, e por algumas semanas, eu tinha tentado mostrar que eu consigo ser forte; só que eu não consigo. Eu sou fraco, eu sou adicto. Poderia descrever a mim mesmo como uma bomba-relógio - problemas, fracassos, frustrações, estresse, mágoas, ressentimentos, responsabilidades - tudo se acumulando em cima de mim, na minha cabeça, e no final das contas eu acabo explodindo. Como desativar essa bomba-relógio? Como canalizar toda essa pressão pra fazer algo bom?